DEUS SE ARREPENDEU DE TER FEITO O SER HUMANO? A BÍBLIA SE CONTRADIZ?

Escrito por Neymarques Bezerra ,

Eu fiz um propósito de ler a Bíblia integralmente, de Gênesis á Apocalipse, mas quando cheguei em Gênesis 6 e verso 6 eu me deparo com uma "afirmação" da Bíblia: "então, se arrependeu o SENHOR de ter feito o homem na terra, e isso lhe pesou no coração". Mas também podemos ver que, lá em Números 23 e verso 19 diz que: "Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele prometido, não o fará?" A Bíblia, de acordo com esses dois versos, se contradiz? Como explicar isso?

Bom, realmente dar pra pensar, de forma bem firmada, que a Bíblia se contradiz, de acordo com esses dois versos; também tem o verso de 1 Samuel 15.29 que também faz a mesma afirmação que, o Senhor "não é homem, para que se arrependa". Mas devemos ter que questionar primeiro, que tipo de arrependimento, e o que realmente, no original, a palavra que dar ênfase a "arrependimento", quer realmente dizer. É muito acharmos esses significados em Bíblias atuais.

Se vermos na NTLH (Nova Tradução da Linguagem de Hoje) - Bíblia muito adquirida pelos jovens; inclusive, há várias Bíblia de aplicações para jovens e adolescentes, com essa tradução - veremos que os textos são mais claros para uma boa compreensão. Podemos analisar esse texto nesta tradução: "Quando o SENHOR viu que as pessoas eram muito más e que sempre estavam pensando em fazer coisas erradas, ficou muito triste por haver feito os seres humanos. O SENHOR ficou tão triste e com o coração tão pesado, que disse: - Vou fazer desaparecer da terra essa gente, que crie..." (Gênesis 6.5-7). Viu como a tradução já nos clareou que tipo de expressão o termo hebraico quis expor o significado.

A palavra original, no hebraico, para o arrependimento do Senhor em Números 23.19 significa que Deus jamais mudara seus conceitos divinos. Ele fez o homem, fez o bem, fez tudo com um propósito divino e jamais vai mudar os preceitos que ele firmou, antes mesmo da criação do mundo (Jo 17.5). Deus jamais mudará os seus conceitos, tudo que ele falou, não tem jeito, vai se cumprir e ele preza pela Palavra dele e não tem quem mude. 

Deus vela pela sua Palavra para cumprir (Jr 1.12), e esse "arrependimento" que Deus teve, se fosse literalmente aquele arrependimento onde, uma pessoa que passa por tal sentimento, a vontade que dar é de voltar a trás e desfazer tudo. Deus não fez isso; ele preservou o ser humano, sua criatura que ele tanto ama, e isso prova que o arrependimento que Deus teve, não foi o arrependimento de fato, no qual sentimos.

Agora em Gênesis 6.6 a palavra, no original, significa que Deus sentiu uma forte tristeza, como nos mostra a versão NTLH, e o verso 5 nos mostra o porquê dessa tristeza, desse pesar; os homens estavam desagradando muito a Deus, fazendo coisas terríveis e por isso ele tinha que destruir aquilo que ele tanto ama, que é o ser humano (Jo 3.16).

Há um outro arrependimento, além desses textos, na Bíblia que precisamos conhecer, para nos ajudar a aniquilar esse conceito de que a Bíblia é contraditória. Jonas 3.10 nos diz que Deus viu o que os ninivitas fizeram, como se converteram do seu mal caminho; e Deus se arrependeu do mal que tinha dito lhes faria e não o fez. Vemos que o arrependimento de Deus, em Jonas 3 2 10, significa que Deus se arrependeu no sentido de mudar a maneira dEle se tratar com os pecadores. Não fala, de forma alguma, que ele voltou atrás de seus princípios eternos.

Só por esses versos já dar pra saber que a Bíblia jamais se contradiz. Apenas uma pesquisa acurada dos assuntos, para nos fazer entender o que a Bíblia quer nos passar. E não sair por aí pegando versos isolados da Bíblia e proclamar que ela se contradiz, como muitos ateus fazem, na maior ignorância possível, sem conhecer os reais significados, tanto dos preceitos divinos, como os morais.  Amém?

Na paz em Cristo a todos

Neymarques Feitosa.

Mural de Comentários do Facebook